terça-feira, abril 10, 2007

Tríduo Pascal foi vivido em Fermentelos!

Olá a todos!

Hoje escrevemos quando já passou a parte visível das celebrações pascais por todo o mundo católico e de modo particular na nossa paróquia de Fermentelos. De facto, todo o tempo de quaresma tem a intenção de preparar o coração dos cristãos para essa grande festa que é a alegria da ressurreição do Senhor, e o Tríduo Pascal assume por si só uma importância determinante no acompanhar dos últimos passos de Jesus que, pela morte assumiu a responsabilidade do nosso pecado.

Mas, apesar dessa parte visível se desvanecer, o que fica para além de todos os acontecimentos é muito mais importante, e como alguém diz: "A Páscoa não é apenas um dia do ano, é um processo permanente que deve acontecer dentro de nós. Todos os dias o cristão celebra a Páscoa quando combate o homem velho do pecado para se revestir do homem novo, em Cristo!"

E tendo sempre presente este apelo, a comunidade paroquial de Fermentelos respondeu mais uma vez de forma significativa através da sua presença nas diversas celebrações que tiveram lugar neste período.

Destacamos os pontos altos: na missa da última ceia do Senhor pudemos tomar consciência da atitude de serviço que Jesus teve para com os outros durante toda a sua vida interpelando-nos ao mesmo tempo para nós mesmos sermos servidores do próximo; na adoração ao Santíssimo, a título individual ou inseridos nos respectivos grupos paroquiais todos puderam expressar o seu louvor para Aquele que está presente na Eucaristia, no espaço tranquilo e de ambiente calmo que o grupo de cursistas preparou para o efeito; na Via Sacra que percorreu algumas ruas da vila e que na sua conclusão já no centro paroquial despertou a comoção dos paroquianos; na Vigília Pascal e no Domingo de Páscoa onde pudemos cantar a alegria de Jesus, o Cristo voltar à vida para permanecer connosco, como Luz do Mundo. Foram, de facto, momentos muito marcantes e carregados de emoção que vão, assim, permitindo à comunidade paroquial estar unida e consciente da Igreja que queremos ser.

O CHAMA, como grupo paroquial, também participou na adoração ao Santíssimo, através de cânticos e textos que permitiram parar um pouco para entregar as suas orações a Deus, relembrando as horas difíceis pelas quais Jesus passou. Mas a Páscoa de Jesus continua...!

Algumas fotos destes acontecimentos podem ser vistas no nosso álbum: o link está no menu lateral!

Outras informações que queremos dar:

O resultado da renúncia quaresmal conseguido pelo CHAMA/Grupo de catequistas, através da venda de pão, doçaria, sopas e outros artigos, foi de 244,70 Euros. Uma pequena mas importante ajuda para as obras da nossa igreja. O nosso obrigado a todos os que colaboraram!

Sim, é verdade! O André já fez mais um vídeo: desta vez é acerca do Dia Mundial da Juventude, em Aveiro, onde o CHAMA participou! Está muito giro... como é habitual! Ver aqui em baixo!


A quarta edição do boletim vai sair brevemente, um pouco atrasada é certo, o que se deve ao facto de as celebrações pascais e a sua preparação terem requerido algum tempo e dedicação. Está quase pronto!

E assim dizemos até à próxima.
Um abraço do CHAMA!

segunda-feira, abril 02, 2007

O CHAMA no XXII Dia Mundial da Juventude

Olá a todos!

No passado Domingo, dia 1 de Abril, o CHAMA integrou-se nas celebrações do XXII Dia Mundial da Juventude que este ano fez convergir para Aveiro cerca de um milhar de jovens e animadores provenientes de toda a Diocese.

Foi um dia bastante preeenchido, pois entre as 9:30h e as 18:00h, os jovens tiveram oportunidade de participar em bastantes actividades que, certamente, fizeram com que a sua deslocação a Aveiro valesse a pena.

Depois de efectuado o check-in, os jovens dirigiram-se para o Rossio, espaço amplo e relvado, onde no palco já se entoavam alguns cânticos que iriam servir de banda sonora destas celebrações. Ao som daquelas músicas e letras bastante motivadoras, os jovens puderam manifestar com alegria a fé que se orgulham de proclamar. O Padre Rui Barnabé, responsável pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil e Vocacional, prosseguiu as actividades dando lugar à oração da manhã, na qual se iam lendo alguns excertos do Evangelho e algumas reflexões.

Em seguida, os jovens foram inseridos em quatro grandes grupos e dirigiram-se para outros tantos locais distintos para participarem em workshops cuja finalidade, além dos ensinamentos que daí se puderam retirar, foi a de poderem interagir com outros jovens na maioria desconhecidos e com os quais puderam trocar impressões e contactos.

Regressados ao Largo do Rossio, todos puderam disfrutar do almoço partilhado, o qual foi animado e muito bem organizado, para logo de seguida dar lugar à cerimónia da plantação de uma árvore e ao descerramento de uma placa evocativa deste Dia Mundial da Juventude, pelo novo Bispo de Aveiro, D. António Francisco dos Santos. O concerto da banda Pólen, entreteve por cerca de uma hora todos os participantes, até se iniciarem as celebrações litúrgicas dos Ramos.

Após terem sido distribuidos os ramos de oliveira com a mensagem para este encontro da juventude "Amai-vos uns ao outros como Eu vos amei!", foi dado o início à procissão que se encaminhou para a Sé Catedral de Aveiro, que foi pequena para acolher tantos cristãos (jovens e menos jovens) na eucaristia celebrativa da entrada de Jesus em Jerusalém. Para o nosso Bispo foi a primeira ocasião onde pôde estar em contacto com um número tão significativo de jovens desta Diocese.

Para nós, CHAMA - Grupo de Jovens de Fermentelos, foi a primeira vez que saímos da nossa paróquia e, sem dúvida, esta foi uma experiência inesquecível, pelo contacto que tivemos com outros jovens e animadores que, como nós vêem em Cristo a mais importante referência. A partilha, o divertimento, a reflexão, o cansaço... tudo valeu a pena! Para o ano lá estaremos!

As fotos do XXII DMJ estão disponíveis no nosso álbum on-line. Clica nele ali no menu lateral.

Por fim resta-nos desejar que a Semana Santa, na qual entramos hoje e o Tríduo Pascal sejam vividos com intensidade para buscarmos naquele que na cruz deu a vida por nós, o exemplo e o caminho a seguir.

Um abraço em Cristo!